Publicidade

Educação financeira para crianças

E quem disse que educação financeira é só para adultos? Educação financeira para crianças tem se tornado um tema cada vez mais relevante. Sabe aquela frase? É melhor prevenir do que remediar? Entenda que o quanto antes o seu filho aprender sobre este importante tema, mais saudável será a vida dele, financeiramente falando. Saber todos os cuidados com dinheiro desde pequeno evita que se cometa erros na vida adulta. E já começa a se trabalhar questões como impulsividade, paciência e disciplina. Confira no artigo abaixo algumas dicas para auxiliar na educação do seu pequeno.

Publicidade

Você sabe a importância da educação financeira para o seu filho?

No Brasil atualmente são mais de 63 milhões de pessoas endividadas. Se tivéssemos tido aula de educação financeira na infância, provavelmente este número seria bem menor. Ao adquirir hábitos saudáveis durante a vida, um adulto consciente dificilmente iria estourar o cartão de crédito. Com hábitos simples você consegue se librar deste mal que aflige tantas famílias.

A importância da mesada

Uma das melhores formas de inserir nossos filhos neste mundo do dinheiro é por meio da mesada. É ali que ele terá a oportunidade de administrar o próprio dinheiro. Com isso, questões como a importância de poupar, investir e outros vem à tona. Além disso, a mesada traz um senso de responsabilidade e maturidade.

Poupar sempre!

A importância de poupar e não gastar com trivialidades, se ensinada desde o início, será um divisor de águas na vida de qualquer criança. Com isso ela aprende que o gasto desnecessário pode comprometer seu suado dinheirinho. Assim, ter consciência que o dinheiro é importante para suprir as necessidades, é uma prática que se desenvolve.

Delegue responsabilidades

Você pode pensar que uma criança, por ser criança, não deve ter responsabilidades. Pelo contrário. Desde cedo você já pode começar a trabalhar a importância de pequenas responsabilidades. Aqui não vamos abusar, não é mesmo? Colocar o lixo na rua, secar os pratos, juntar os brinquedos e atividades afins. Você deve ensinar que em uma casa todos devem cooperar, e a criança com estas simples obrigações já toma para si que deve fazê-lo. Quando falamos em pequenas responsabilidades na educação financeira para criança, seria deixar a própria criança fazer compras. Ou ajuda-la a refletir sobre quais produtos é melhor comprar, para trabalhar a questão da economia e do desperdício. Com estas poucas atitudes você está criando um futuro adulto consciente.

Quem disse que brincar não ensina a vida financeira do seu filho?

Quem nunca brincou de banco imobiliário? Ali nós temos uma simples brincadeira, mas que no fundo traz grandes ensinamentos sobre educação financeira. Enquanto brinca com seu filho, é uma oportunidade de você trazer reflexões do que faz, para auxiliar a criança. Aqui questões básicas já podem ser trabalhadas, até mesmo sobre a importância do investimento, para se ter um futuro melhor, e liberdade financeira.

Consumir sim, mas de forma consciente

Normalmente os pais vivem a vida à deriva. Compram tudo o que os filhos pedem, não trazem nenhuma reflexão, e seguem suas vidas. O filho cresce e desperdiça valores com futilidades e coisas sem nenhuma necessidade. Ensinar sobre o consumo consciente fará com que seu filho dificilmente tenha o nome negativado, ou se veja em uma bola de neve do cartão de crédito. Seguindo algumas das dicas e recomendações a cima, você estará criando um adulto melhor. Gostou deste artigo? Então deixa um comentário aqui embaixo.

Publicidade

Dicas para utilizar o cartão de crédito de forma inteligente

Empréstimo para negativados