Como evitar o crédito rotativo?

Se você já teve a traumática experiência de entrar para o crédito rotativo, não vai querer voltar tão cedo, não é mesmo? Aquela bola de neve em que você se encontra, e que aumenta a cada mês é uma experiência que ninguém gosta de viver. Neste artigo nós te daremos algumas dicas para nunca mais voltar a entrar nessa. Chega de dor de cabeça!

O que é o crédito rotativo e como sair dele?

O crédito rotativo nada mais é que a gordurinha daquela fatura que não foi paga de forma integral. Com isso, no próximo mês ela virá maior, e cada vez maior, até atingir um tamanho impossível de ser pago. Uma das melhores alternativas de se livrar de uma vez por todas do crédito rotativo é adquirir um empréstimo, e quitar a fatura em sua integralidade. Para muitos esta é a única forma de se livrar desta dor de cabeça.

Que tal evitar o cartão de crédito?

A melhor forma de entrar no crédito rotativo é, senão, parar de utilizar o cartão de crédito. Ou passar a utilizar de forma inteligente. Ainda que muitos imaginem que o cartão de crédito é um bicho papão, quem o detém é que não está fazendo um uso correto. O famoso dinheiro de plástico serve antes de mais nada para suprir uma necessidade. Podemos dizer que para compras pontuais. Mas a maioria das pessoas acaba abusando e utiliza o cartão de forma desmesurada. O mau uso chega ao ponto de muitos, mesmo com a fatura atrasada, e muitas dívidas em aberto, não resistirem e comprar sem necessidade. Evitar sair com o cartão é o primeiro passo para não cair na tentação.

Utilize mais o dinheiro

Após diminuir o uso do cartão de crédito, você não ficará sem fazer compras, não é mesmo? Assim, ao invés de levar o cartão, leve o dinheiro físico, e de preferência exatamente com o valor que será gasto. Com isso, você evitará excessos, e ao utilizar o dinheiro, terá real ciência de que o seu dinheiro está acabando.

A importância do planejamento financeiro

Muitos imaginam que para fazer um planejamento financeiro é necessário um conhecimento profundo de matemática, planilhas e outras tantas coisas. Mas não. Com um papel e uma caneta você consegue mapear toda sua situação financeira. E você precisa apenas saber quais são os seus lucros e débitos mensais. Com isso, terá real ciência onde poderá se exceder e onde não. É muito importante que você quite todas suas dívidas, para daí começar a fazer o seu planejamento. Feito isso, agora você terá um maior controle do seu lucro e gastos mais comuns. Uma simples atitude como esta, de pontuar todos os dias o que entrou e o que saiu faz uma grande diferença nas despesas. No final do mês você não é surpreendido, e tem controle sobre todos os gastos que entram.

Reserva de emergência

Para se ter uma vida financeira saudável e não entrar no rotativo, poupar é sempre bom. E ligado a isso, ter uma reserva de emergência pode ser crucial em muitos momentos, um deles, a fatura do cartão de crédito. Muitas pessoas se enforcam em seus débitos por que deixam acumular, não priorizam o pagamento e mesmo com dívidas, acabam comprando mais. Isso é um erro fatal, e a premissa básica do crédito rotativo. Seguindo qualquer uma dessas dicas (Ou todas, de preferência), você não voltará tão cedo para o crédito rotativo. Gostou deste artigo? Que tal deixar uma mensagem aqui embaixo?

Cartão de crédito para negativados

Dicas para utilizar o cartão de crédito de forma inteligente